Redes Sociais: concentre-se nos fãs que já tem!

Chegou a hora. Os fãs que não tem já não interessam. É tempo de começar a prestar atenção aos fãs que já tem. Parece simples, talvez mesmo algo que devesse ser inato, mas mesmo assim assistimos a uma pressão constante das marcas para angariarem cada vez mais fãs, seguidores e um maior número de pessoas que subscrevam as suas actualizações nas redes sociais.

É bem provável que estejamos a falar do natural anseio do homem pela aprovação. Os nossos entes queridos não amor e carinho suficiente e, portanto, transferimos a nossa necessidade de aprovação para os fãs das nossas marcas. Quanto mais fãs as nossas marcas tenham, melhor dormimos. Bem… Isso não é nada saudável.

Muitas marcas já se encontram nas redes sociais há vários anos. Portanto se a sua atenção ainda não passou de tentar encontrar novos fãs para criar uma melhor experiência para os fãs que já tem, é tempo de reconsiderar a sua estratégia.

Tentamos sempre alertá-lo para as melhores ferramentas para lançar a sua presença nas redes sociais, para optimizar o seu conteúdo e aumentar a comunidade em torno do seu produto e/ou serviço. Porém, agora é tempo de dar um passo à frente e, finalmente, começar a servir a sua comunidade.

Tudo começa com um excelente conteúdo e momentos especiais, talvez até memoráveis. Enquanto profissionais do meio, isso é tudo o que temos – um momento. Vários estudos afunilam esse momento para os 2.7 segundos. Se não conseguir captar a atenção nesse espaço de tempo, perdeu a sua oportunidade. Da forma como colocámos as coisas, isto até se torna deprimente, sendo por isso mesmo que necessitamos de deixar de pensar nisso e fazer alguma coisa sobre o assunto.

Vamos mostrar-lhe como fazer: Não se trata de colocar a sua marca a dizer aos seus fãs o quão espectacular é. As melhores campanhas sociais são aquelas que lhe vão facilitar todos os processos de venda. São as que trazem os conteúdos, adicionando valor ao dia de qualquer pessoa.

Certamente que alguém já lhe disse que é muito mais importante ser interessante do que engraçado. Se o seu foco estiver em parecer engraçado, está a preparar-se para falhar. Por outro lado, se os seus esforços forem na direcção de se tornar interessante, existem muito mais hipóteses de capturar a atenção do seu público alvo. O que acontece a seguir (logo que tenha a sua atenção) é o que vai determinar o quão espectacular a sua marca é.

O mesmo acontece quando estamos a gerir a presença de uma marca nas redes sociais. É tão melhor ser interessante do que é tentar ser engraçado. Ou, noutros termos, é tão melhor ser diferente do que tentar os mesmos truques que todas as outras marcas já tentaram (bem sucedidas ou não). É fácil tentar lembrar-se do que resultou, e voltar a isso. É por isso vemos sempre tantas publicações do género “Goste disto”.

Focarmos-nos nos fãs que temos não significa que uma campanha estratégica de PPC seja supérflua. Para que consiga ter os olhos postos no seu conteúdo, o Facebook e o Twitter deixaram bem claro que o PPC é o caminho a seguir. A não ser que o seu conteúdo seja de outro mundo, não é crível que tenha uma enorme audiência sem “pagar para jogar”.

Contudo, expandir a sua base de fãs não deve ser mais apoiada exclusivamente por PPC. O seu conteúdo deve criar laços com a sua audiência, inspirando-a à acção. Esta acção, por sua vez, trará o melhor fã – o amigo do seu fã. Quando deixar de se focar na captação de novos fãs, passando a dedicar-se apenas em criar uma experiência que os seus fãs actuais irão partilhar, começará a ver que o crescimento que ambicionava é feito através de crescimento orgânico. E essas – as pessoas que procuram a sua marca em particular – são os fãs que quer.

O Artigo foi útil? Partilha Agora!

Escolhe a rede social abaixo e partilha com um só click.