Medir a influência nas redes sociais está a tornar-se um processo cada vez mais sofisticado. Talvez por ter aparecido muito cedo no mercado, o Klout figurou em muitos dos principais títulos sobre o assunto. Todavia, estamos em crer que existem melhores abordagens, e que não envolvem necessariamente um resultado numérico.

Uma das melhores ferramentas de medição de reputação que utilizamos é o Topsy. Desde que o Google falhou a renovação do acordo para incluir tweets em tempo real nos resultados de pesquisa, temos tentado encontrar uma forma de descortinar quem está a tweetar e partilhar as nossas histórias.

O Twitter revela menos informação do que pretendemos, e o Klout está sempre obcecado em dar-lhe um resultado numérico, sem grandes detalhes sobre o que se está a passar. Enquanto continuávamos a procurar, encontrámos o Topsy.

Se produz conteúdo e pretende saber quem o partilha, esta é uma ferramenta para si. O Topsy analisa a influência de cada um ao medir atenção e suporte que cada um obtém nas redes. O seu algoritmo analisa os tópicos, sentimentos, geolocalizações e conversas através das redes sociais públicas.

Se o seu conteúdo for frequentemente tweetado e seguido por outras pessoas influentes, ganhará decerto influência. E o que poderá ser mera curiosidade para o utilizador médio no Facebook, são dados potencialmente significativos para as empresas e seus negócios. Os resultados da influência são então utilizados para retirar os resultados mais importantes e mostrar aos consumidores quais os principais influenciadores para a sua marca ou tópico favorito.

O Anti-Klout

Ao contrário do Klout, o Topsy não se fia num único “score” para definir a sua influência nas redes sociais – um modelo que vários especialistas vêm como nada menos que científico. Em vez disso, utiliza um ranking interno baseado em como e quem partilha o seu conteúdo. Esse ranking determina se é ou não é considerado influente.

Ao contrário do Klout que permite, e praticamente encoraja os utilizadores a “enganar” o sistema ao oferecer a capacidade de dar +1s para o que o site considera tópicos influentes, o Topsy não permite que os utilizadores possam votar explicitamente na influência de alguém.

Talvez o maior ponto de interesse do Topsy seja o que não faz: o serviço não revela “scores”. Esse “score”, simples e fácil de entender, é o maior argumento de venda do Klout, mas também a sua maior fraqueza. A obsessão sobre esse simples número pode rapidamente se tornar viciante, separando-se da genuína influência social.

Outros sites de ranking de influência nas redes sociais, como o Kred ou o PROskore, também utilizam variações do modelo do Klout. Os criadores do Kred afirmam que este se foca na medição da influência baseada na confiança e generosidade. As palavras parecem cor-de-rosa, mas é difícil perceber se devemos confiar nelas.

Por outro lado, o PROskore diz que mede a influência baseada na reputação profissional do indivíduo. Em relação a esta o site descreve-a como sendo relações profissionais e até popularidade. Sim. Qualquer que seja o seu campo de actuação, nunca chegámos a sair do liceu. A vida ainda é um concurso de popularidade.

Ou vários e diferentes concursos de popularidade. Com todos estes “scores” de influência nas redes sociais, é impossível saber qual deles nos apresenta o resultado mais fiável. É por isso que preferimos manter-nos longe deste tipo de serviços e confiamos no Topsy.

Como planear um website?

Subscreva a nossa newsletter e faça download gratuito do nosso guia de planeamento essêncial de um website.